Beijo grego: entenda mais e leia 5 dicas para caprichar!

Conhecida como uma prática que ainda possui muito tabu quando praticada ou introduzida como assunto, o beijo grego – ou anilígua -, pode ser uma experiência bem gostosa e muito proveitosa tanto para o homem quanto para as mulheres.

Esse é um local que possui vários canais sensoriais e milhares de terminações nervosas, mal explorado, muitas pessoas não sabem o quanto de prazer é possível sentir ao tocar e estimular esse local.

Dicas para beijo grego

Beijo grego: entenda mais e leia 5 dicas para caprichar!

Se você tem vontade ou vai fazer o beijo grego em sua parceira ou parceiro, é importante saber algumas dicas prévias para não errar na ação ou ter momentos constrangedores. Veja algumas dicas abaixo:

1 – Priorize a higiene

Quando falamos de higiene, não estamos falando de apenas se depilar. Estamos falando de manter a região limpa no nível máximo, afinal, seu parceiro(a) irá colocar a boca ali.

Limpar bem as pregas durante o ato, abrir bem o local, utilizar o chuveirinho e fazer a já velha conhecida chuca, é sempre uma boa ideiam afinal, a última coisa que você quer é que o seu parceiro(a) tenha uma “surpresinha” ao estar com a boca no local.

2 – Deixe a vergonha de lado

Mesmo que o beijo grego não seja um ato tão comum quanto um oral ou a penetração em si, quando está acontecendo não deve ser visto como algo digno de vergonha, afinal, é muito prazeroso.

Ele é feito para despertar a sua sexualidade no máximo, portanto, procure tratar esse ato como algo comum e não como algo vergonhoso. É importante também que independente se você está recebendo ou fazendo o beijo grego, saiba demonstrar confiança para o parceiro(a), isso é muito necessário para relaxar ambos.

3 –  A posição correta

Beijo grego: entenda mais e leia 5 dicas para caprichar!

A primeira vez geralmente é vista como a mais vergonhosa de todas, isso porque é novidade. Porém você pode facilitar a situação com a posição correta. A mais indicada é a pessoa de costas para você, na já conhecida posição de bruços.

Assim você não precisa ficar olhando nos olhos do parceiro(a), terá locais definidos para segurar, possui mais controle das mãos para ajudar no ato e ainda estimular a região do ânus em seu máximo.

É nesse momento que você vai aprender a sentir se o outro(a) está curtindo ou não, tudo por meio dos movimentos feitos, dos gemidos, barulhos emitidos e tudo o mais.

4 – Controlar a respiração

Controlar a respiração é muito indicado nesse ato sexual em específico, isso porque vai chegar um momento que fica difícil controlar a língua e a respiração ao mesmo tempo. O mais indicado é prender a respiração.

É indicado que você respire de 5 em 5 segundos, desse jeito o controle da sua língua estará mais estável, com mais desempenho e consequentemente, despertando muito mais prazer na pessoa que está recebendo.

5 – Empatia

É sempre importante falar que é preciso muito empatia quando falamos desse local, ou quando falamos de sexo no geral. Entenda quais são os limites da pessoa, até que ponto ela está disposta a chegar e o que ela pretende evitar.

Um diálogo prévio é indicado, porém isso não é sempre que acontece. Então o indicado é ir devagar e entender os limites do parceiro(a).


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply