Sildenafil – O que é? Para que Serve? Onde Comprar o Medicamento?

Você pode não ter ouvido ainda falar de Sildenafil, mas com toda a certeza conhece essa substância. Ela foi um marco na indústria farmacêutica, lucrando bilhões de dólares nos dois primeiros anos de venda. Era vendida apenas com o nome de Viagra, que é o famoso comprimido azulzinho para tratar a disfunção erétil.

Agora você sabe do que estamos falando, não é mesmo? Tire todas as suas dúvidas ao longo do texto sobre o Sildenafil, veja como descobriram sua eficácia, o que ele é, como ele atua no organismo, quais são seus efeitos colaterais e veja diversas outras informações sobre ele. Ele pode não ser tão perigoso para a saúde quanto algumas pessoas acreditam que seja, veja:

Conheça o Sildenafil

sidenafil

São comprimidos com o princípio ativo citrato de sildenafila, ou conhecidos apenas por Sildenafil. É a composição do famoso Viagra, popularmente chamado de azulzinho e de todos os comprimidos que imitam tal medicamento .As drágeas de Sildenafil quando chegaram nas prateleiras da farmácia foram um grande sucesso, pois foi o primeiro remédio destinado a tratar a impotência sexual. Foi aí que virou febre entre os homens.

Todos queriam o Viagra e tomar o remédio, porém pouco se sabia do seu uso e algumas pessoas passaram a tomar descontroladamente o medicamento. Daí que surgiram os efeitos colaterais e os alertas sobre seus efeitos colaterais, para que as pessoas consultassem um médico especialista e parassem de se automedicar.

Como Foi Descoberto?

Sildenafil, ou Sildenalfila, é uma descoberta até bastante recente. O laboratório Pfizer, que fabrica o Viagra, estava tentando criar um medicamento para tratar problemas de coração, como angina, porém ao realizar testes, os cobaias relataram o aumento das ereções, o que levou o laboratório a pesquisar a substância com esse fim. Em 1992 foram encerrados os estudos do sildenafil como um tratamento para angina, devido à pouca eficácia.

Os estudos constataram que Sildenafil era mais eficiente pra impotência sexual do que para Angina e passou a ser comercializado por esse fim. Foi comprovada sua eficácia em 1996 para o combate da disfunção erétil. O laboratório teve a liberação da (Food and Drugs Administration (FDA) apenas em 1998, dois anos mais tarde, para a comercialização no mercado, tratando a disfunção erétil. Em 2005 também foi aprovado seu uso para ser comercializado para a Hipertensão Arterial Pulmonar.

Só a Pfizer poderia produzir a droga, quando em 2013 expirou a patente do da empresa sobre a fórmula do Viagra e mais laboratórios passaram a criar comprimidos com citrato de sildenafila, com preços menores. Porém, nenhuma conseguiu alcançar a popularidade do Viagra.

Como Funciona?

Em termos técnicos, ele é um inibidor do PDE-5, permite que o GMPc circule mais tempo no sangue , relaxando os músculos do pênis. Na prática ele permite que haja um maior fluxo sanguíneo na região do pênis, favorecendo e facilitando as ereções para que elas possam ocorrer de maneira que seja suficiente para haver a penetração.

O Sildenafil atua entre 30 minutos a 1 hora após tomá-lo, por isso recomenda-se que ele seja tomada esse período antes de ter uma relação sexual. Depois de 4 horas o efeito do Sildenafil começa a diminuir, podendo durar no organismo por até 5 horas. Comidas muito gordurosas podem fazer com que a absorção do Sildenafil seja mais lenta, levando mais tempo para agir.

Como Tomar

sildenafila

Tome o comprimido com a dose indicada de 30 minutos a 1 hora antes de uma possível relação sexual. O comprimido não tem efeito progressivo ou cumulativo, por isso não é necessário tomar todos os dias, apenas quando for fazer sexo.

Poucas doses de álcool não devem atrapalhar o efeito do Viagra, porém testes não foram feitos com doses elevadas da substância, por isso evite sempre exagerar. Pode ser arriscado para você e para sua saúde. O consumo com carnes vermelhas, frituras e outras gorduras não são recomendados por aumentar o tempo que os comprimidos demoram para ser absorvido pelo organismo.

O Sildenafil só irá atuar quando houver a excitação, por isso é preciso estímulos táteis, visuais, olfativos, sonoros ou qualquer outro para que ele funcione. Se não estiver excitado, não irá ocorrer a ereção peniana, o que torna o uso dos comprimidos inútil.

Posologia

Existem comprimidos de 25 mg, 50 mg e 100 mg. Normalmente a administração das doses começam em 25 mg e vão aumentando caso haja necessidade. Doses maiores não apresentam melhores resultados, mas tem maior propensão à causar efeitos colaterais. A administração diária não deve ultrapassar 100 mg diários.

Quanto tempo permanece no organismo?

O Sildenafil pode permanecer no corpo por até X horas. Varia de acordo com o metabolismo de cada pessoa. Homens mais velhos tendem a ter metabolismo mais lento, sendo assim o Viagra pode ter um efeito maior com o passar do tempo.

Funciona?

Sim! É o medicamento mais popular por tratar a disfunção erétil, conheça todos os benefícios que ele pode proporcionar e seus usos:

  • Impotência sexual, sendo o primeiro medicamento do mercado com esse fim e o mais conhecido até hoje;
  • Hipertensão arterial pulmonar (HAP ou PAH), uma doença rara que afeta os pulmões. A sildenafila relaxa a parede arterial, levando a uma menor pressão arterial pulmonar e menor pressão;
  • Falência cardíaca do lado direito, diminui a pressão no ventrículo direito do coração, diminuindo os riscos de falência na região;
  • Fenômeno Raynaud, em testes cegos diminuiu a frequência dos ataques do fenômeno de Raynaud e diminuiu em 50% a sua duração. A condição causa espasmos das artérias, diminuindo a corrente sanguínea. Sildenafil também quadriplicou a velocidade média do sangue capilar.

Para a hipertensão pulmonar e falência cardíaca a substância leva o nome de Revatio para não ser confundida com o Viagra. Essa tem o formato redondo e coloração branca, diferente do Viagra que tem forma diamantada e coloração azul.

Contra indicação

viagra

  • Pacientes que sofreram ataque cardíaco recentemente;
  • Pessoas que tiveram um AVC recentemente;
  • Quem possui doença hepática grave ou insuficiência hepática;
  • Aqueles que fazem uso de nitratos para angina ou outros problemas cardíacos;
  • Usuários de drogas recreativas com nitratos, como poppers;
  • Pessoas que usam medicamentos com óxido nítrico, nitritos e nitratos orgânicos, como a nitroglicerina (trinitrato de glicerina), nitroprussiato de sódio, nitrito de amila;
  • Homens onde a relação sexual não é recomendada por fatores de risco cardiovascular;
  • Pacientes com insuficiência renal severa;
  • Pessoas com hipotensão, pressão sanguínea baixa;
  • Pessoas com desordens retinais degenerativas hereditárias.

Efeitos Colaterais

Quando administrados por um médico os efeitos colaterais não costumam aparecer, mas é sempre preciso relatar ao médico quando eles acontecerem. Para evitá-los não faça a auto-medicação e nem exceda as doses diárias máximas recomendadas (100 mg). Conheça as reações adversas:

Reação Muito Comum

Ocorre em mais de 10% dos pacientes:

  • Cefaléia, dor de cabeça.

Reação Comum

Ocorre entre 1% e 10% dos pacientes:

  • Cianopsia, visão azulada;
  • Congestão nasal;
  • Dispepsia, má digestão;
  • Distúrbios visuais;
  • Náusea;
  • Ondas de calor;
  • Rubor facial;
  • Tontura;
  • Visão embaçada.

Reação Incomum

Ocorre em 0,1% a 1% dos pacientes:

  • Alergia, hipersensibilidade;
  • Aumento da frequência cardíaca;
  • Boca seca;
  • Cromatopsia, objetos percebidos com cores diferentes;
  • Congestão dos seios nasais;
  • Doença do refluxo gatroesofágico;
  • Dor nas extremidades;
  • Dor no abdomen;
  • Dor no olho;
  • Epistaxe, sangramento nasal;
  • Erupção cutânea;
  • Fotofobia, sensibilidade à luz;
  • Fotopsia, sensação de ver luzes ou cores cintilantes;
  • Hiperemia ocular, olhos vermelhos;
  • Hipotensão, pressão baixa;
  • Mialgia, dor muscular;
  • Ofuscamento visual;
  • Palpitações;
  • Rinite, hipersensibilidade nasal;
  • Sensação de calor;
  • Sonolência;
  • Taquicardia;
  • Vômito.

Reação Rara

Acontece em 0.01% a 0,1% dos pacientes:

  • Astenopia, cansaço visual;
  • Aumento da ereção;
  • Convulsão, ataque epilético;
  • Convulsão recorrente;
  • Distúrbio dos olhos;
  • Edema na pálpebra, inchaço da pálpebra;
  • Edema nasal, inchaço do nariz;
  • Edema no olho;
  • Eritropsia, ver cor vermelha em todos os objetos;
  • Fechamento da garganta;
  • Hipoestesia oral, diminuição da sensibilidade da boca;
  • Irritabilidade;
  • Priapismo, ereção persistente por mais de 4 horas e dolorosa do pênis;
  • Secura nasal, nariz seco;
  • Sensação anormal dos olhos;
  • Síncope, desmaio;
  • Inchaço no olho;
  • Irritação dos olhos;
  • Olhos secos;
  • Visão de halo, aro brilhante em volta de luzes brilhantes;
  • Xantopsia, ver cor amarela em todos os objetos.

Onde comprar?

O Sildenafil pode ser comprado em qualquer farmácia. Você pode encontrar remédios com a mesma forma, porém com preços menores do que o Viagra. Consulte o farmacêutico para mais opções. Dê preferência sempre para as doses mais baixas, como 25 mg ou 50 mg, só use as drágeas de 100 mg se recomendado pelo seu médico.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply